Cinco atributos que fazem um bom jogador de futebol

A correlação entre o tamanho e o sucesso que vem com tantos outros esportes populares não existe no futebol: Para medir realmente o potencial de um jogador de futebol, é útil saber como vai ser em cinco atributos-chave.

Agilidade

A velocidade não se pode ensinar, é verdade, mas a agilidade -capacidade de mover-se rápida e fluentemente em situações de jogo – pode ser definitivamente feita. Mesmo os jogadores de futebol mais jovens fazem exercícios de treinamento com cones de agilidade e escalas de velocidade para aprender a mudar rapidamente de direção e dirigir a bola ao redor de um adversário no caminho para o gol. Algumas das novas ferramentas disponíveis para o ensino da agilidade, como uma bola de reação, treinam os jogadores para lidar com a imprevisibilidade causada por acomodar as deflexões e até mesmo as rajadas de vento repentinas. Os guarda-redes aprendem a ser ágil tanto no ar como no chão, olhando ou acertando golpes com as duas luvas.

Gingado

Embora você possa não ser o ativo mais óbvio do jogador de futebol, o equilíbrio é um recurso tanto para o ataque quanto para a defesa. Messi, que é considerado baixinho, tem a capacidade de vencer um defensor de qualquer tamanho, e parece quase impossível derrubar a bola, devido ao seu equilíbrio ilimitado. O equilíbrio permite que um jogador se manter no drible, ganhar com sucesso a bola de um adversário e manter a compostura. As ferramentas de treino, para o equilíbrio, como um travesseiro que vacila ou um cinto de evasão, que podem introduzir um grau extra de dificuldade na mistura, ajudando os jogadores a manter-se eretos e no controle quando o mais importante.

Habilidades Motoras

O que um jogador faz com a bola é, em última instância, onde se faz a prova. Uma ferramenta versátil como o Treinador Rápido de Futebol SKLZ ajuda os jogadores a praticar diferentes cenários de primeiro e segundo toque, sejam passes precisos, passes errantes ou bolas aéreas, que colocam à prova a cabeça de um jogador ou pegar uma bola no peito. Os gols emergentes, familiares para qualquer um que tenha jogado alguma vez em um jogo de copa, permitem que os jogadores praticar arremessos e passes em espaços estreitos, o que vale a pena tanto nos jogos de campo completo, como em futuros jogos da copa. Para os jogadores suficientemente sérios para querer um feedback instantâneo, a M-Station Talent Rebounder de Munin oferece mais de 100 exercícios diferentes, com um desempenho gravado instantaneamente, esboço e acessível através de tecnologia de ponta.

Sensibilidade

Não é suficiente ser bom na bola para ser um jogador de futebol bem sucedido. Também é necessário saber como e para onde ir quando não tem a bola, saber onde estão seus companheiros de equipe, saber onde está sua missão defensiva em campo em todos os momentos e poder se comunicar com eles. A consciência é o que faz com que um bom jogador seja um bom companheiro de equipe e, por extensão, um jogador ainda maior. Também é reconhecer o que está acontecendo no campo em tempo real e ser capaz de se adaptar a isso.

Resistência Mental

Este é o último intangível: É o que, por exemplo, torna a agilidade na correria, fazendo com que um jogador com a capacidade de ser o primeiro a receber uma bola a 50% chega lá. É o que um jogador de futebol usa para treinar e jogar em condições climáticas adversas, para fazer exercícios extra e, em uma situação de jogo tardio, para encontrar o equipamento extra necessário para jogar até o apito final. Seus momentos como o de Neymar marcando o pênalti da vitória para garantir a medalha de ouro olímpica para o Brasil, que definem a dureza mental. Esta dureza é o elemento final e crucial que traduz todo o trabalho de desenvolvimento dos outros quatro elementos para o sucesso final.

Deixe-nos saber nos comentários abaixo que outros atributos precisa possuir um grande jogador de futebol.