EU VIVO A SELEÇÃO

COPA DO MUNDO, SELEÇÃO BRASILEIRA, FUTEBOL DE BASE, AO VIVO, JOGOS, ESCALAÇÕES, PALPITES ONDE A BOLA ROLA

negócio em SP cresce 15%





Em 2023, os micro e pequenos negócios foram responsáveis por 81,38% do total de empregos com carteira assinada no estado de SP



São Paulo abriu mais de 120 mil micro, pequenas e médias empresas de janeiro a maio deste ano

Nesta quinta-feira (27), é celebrado o Dia Internacional das Micro, Pequenas e Médias Empresas, e a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE) destaca a importância desses empreendimentos para a economia do estado de São Paulo. Em 2023, os micro e pequenos negócios foram responsáveis por 81,38% do total de empregos com carteira assinada no território paulista, conforme levantamento do Sebrae com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

LEIA TAMBÉM: Empreendedorismo em alta: São Paulo bate novo recorde na abertura de empresas em abril

De janeiro a maio deste ano, o estado de São Paulo abriu mais de 120 mil micro, pequenas e médias empresas, aumento de 15% em comparação ao mesmo período do ano passado, segundo levantamento da Junta Comercial do Estado de São Paulo (Jucesp), órgão vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE).

E para apoiar esses empreendedores, a SDE conta com o Banco do Povo Paulista (BPP), programa de microcrédito produtivo da Secretaria de Desenvolvimento Econômico para quem busca um tipo de financiamento acessível e com condições especiais, bem abaixo do que é praticado no mercado.

A iniciativa não é destinada apenas para quem já é empreendedor, mas também para quem planeja ter o próprio negócio, como é o caso da comerciante Rosa Maria da Silva, de 56 anos, que neste ano tirou a ideia de empreender do papel e montou a própria loja on-line de roupas femininas. “Com o empréstimo do Banco do Povo, consegui confeccionar algumas peças que me ajudaram muito nesse início do meu próprio negócio. Foi a primeira vez que solicitei crédito e fui muito bem atendida.”

Já o ceramista Fernando Carlos Montero, de 68 anos, há cinco anos possui um ateliê na capital paulista, onde produz objetos e esculturas. O que começou como um hobby virou fonte de renda. “Eu trabalhei com marcenaria durante 30 anos, mas sempre gostei de cerâmica e resolvi abrir o meu ateliê, mas faltava um apoio financeiro.”

Fernando conta que usou o crédito para comprar um equipamento e aumentar a sua produção. “Agora, estou desenvolvendo a minha própria linha. Antes, usava um forno emprestado, mas consegui comprar um novo graças ao crédito do Banco do Povo”, finaliza.

Linhas de crédito

O programa possui três linhas de crédito: Empreenda Rápido, Empreenda Mulher e Empreenda Afro, com valores entre R$ 200 e R$ 21 mil. O financiamento pode ser utilizado para capital de giro, investimento fixo ou misto, como: aquisição de mercadorias em geral;​ matérias-primas; máquinas e equipamentos​; ferramentas;​ itens para publicidade e divulgação do empreendimento;​ e Software e Hardware.

Leia também: Crédito da Desenvolve SP a empresas instaladas no estado cresce quase 300%

Entenda como conseguir o crédito

Para solicitar o microcrédito, os interessados devem realizar uma atividade produtiva nos municípios contemplados pelo BPP (confira aqui a lista) e não possuir restrições cadastrais no Serasa e/ou Cadin Estadual. É preciso realizar um curso de capacitação empreendedora, promovido gratuitamente pelo Qualifica SP nas modalidades presencial e virtual. Ao comparecer a uma unidade conveniada, o empreendedor precisa levar os documentos exigidos (veja aqui a lista de documentos) e o certificado de conclusão do curso.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap