EU VIVO A SELEÇÃO

COPA DO MUNDO, SELEÇÃO BRASILEIRA, FUTEBOL DE BASE, AO VIVO, JOGOS, ESCALAÇÕES, PALPITES ONDE A BOLA ROLA

Sem categoria

Venda de Philippe Coutinho para a Inter de Milão, em 2008, causou polêmica entre Eurico e Dinamite; relembre

Venda de Philippe Coutinho para a Inter de Milão, em 2008, causou polêmica entre Eurico e Dinamite; relembre Quarta-feira, 10/07/2024 – 02:57 Se a novela pela volta de Philippe Coutinho tem gerado apreensão ao torcedor do Vasco, a venda do meio-campista em 2008 não foi muito diferente.

Naquela ocasião, a negociação entre o Cruz-Maltino e a Internazionale foi muito criticada pelos vascaínos. E gerou polêmica entre dois nomes importantes da história do Vasco – cada um a sua maneira.

A venda de Phillipe Coutinho à Internazionale foi anunciada em julho de 2008, logo no começo da gestão de Roberto Dinamite como presidente do Vasco. No entanto, na época, o ídolo do Vasco informou que, quando assumiu, a venda de Coutinho já havia sido acertada por Eurico Mirada, ex-presidente do clube.

O valor da venda de Coutinho, que tinha 16 anos e era considero a grande promessa do clube, foi criticado pela torcida. O meia foi vendido por € 3,8 milhões (R$ 9,5 milhões, pela cotação da época, e R$ 23,2 milhões em valorez corrigidos pela inflação).

Como mostrou um levantamento feito pela Trivela, o Vasco arrecadou mais dinheiro com as transferências de Coutinho na Europa do que nesta venda para a Inter.

Na época, Dinamite , que foi presidente do Vasco até 2014 e faleceu no começo de 2023, fez questão de deixar claro que a negociação foi feita pela gestão anterior.

– A coisa já veio no pacote. Não tínhamos como fazer nada. O pai dele já até assinou um contrato. A única coisa que pudemos fazer é garantir que ele fique aqui por mais dois anos. Ou seja, até os 18 – disse Roberto Dinamite ao Uol.

– Só nos resta torcer para que o Coutinho se torne mesmo um grande jogador. Mas vamos tentar mudar esta realidade. Isso não é certo. Um jogador tão novo não pode sair assim. O Vasco foi usado de uma forma incorreta. Mas isso irá mudar – afirmou o ídolo do clube em 2008.

Eurico Miranda falou em ‘proposta irrecusável’

Na época, após as manifestações de Roberto Dinamite, Eurico Miranda confirmou que fez a negociação, apesar de ter relutado em aceita a proposta, mas disse que não havia outra saída e citou o desejo da família e do estafe de Philippe Coutinho.

– O Phillipe recebeu um aliciamento por parte do Real Madrid, mas eu criei todas as dificuldades. Nós impedimos esse tipo de negociação. Posteriormente, eu fui procurado com uma proposta concreta do Inter de Milão e também recusei – afirmou Eurico Miranda ao Uol.

– O problema é que de nada adiantou. Foi uma proposta irrecusável. Não tinha opção. O pai e o procurador do jogador já estavam certos disso. Com isso, nos restou tentar proteger o Vasco. Como ele é amador, poderíamos até nem receber nada. Mas conseguimos manter ele por dois anos, com salários pagos pelo Inter e o Vasco ainda vai receber quase R$ 10 milhões – completou o ex-presidente do clube.

Para Eurico Miranda, no final das contas, a venda de Coutinho foi positiva para o Vasco.

– Foi uma negociação feita em sigilo e infelizmente foi tornada pública. Mas no fim, acabou sendo algo altamente interessante para o Vasco. Era algo irreversível. Não podia fazer nada mesmo e, por isso, concretizei o negócio – disse Eurico.

Coutinho teve rápida passagem como profissional do Vasco

Vendido precocemente, quando ainda estava na base, Philippe Coutinho ficou no Vasco até o meio de 2010. Ele se transferiu para a Internazionale após completar 18 anos.

O meio-campista só estreou no profissional do clube no começo de 2009. Foram apenas 43 jogos no time principal do Vasco, com cinco gols marcados. Ele participou da campanha do título da Série B em 2009.

Coutinho está perto de ser anunciado pelo Vasco

Agora, 14 anos depois da saída e após dois meses de negociações, Coutinho está perto de ter o seu retorno anunciado pelo Vasco. Nesta terça-feira (9), as últimas arestas do contrato foram acertadas e o jogador deve ser confirmado como reforço do Cruz-Maltino em breve.

Coutinho, que pertence ao Aston Villa, da Inglaterra, assinará um contrato de empréstimo válido até o meio de 2025, com possibilidade de renovação ou compra por parte do Vasco.

Fonte: Trivela