Thiago Rodrigues se coloca entre os melhores goleiros do Brasil: 'Cito o Weverton, do Palmeiras e da Seleção, o Everson, do Atlético-MG, e eu' – VASCONet

SIGA-NOS

Thiago Rodrigues se coloca entre os melhores goleiros do Brasil: ‘Cito o Weverton, do Palmeiras e da Seleção, o Everson, do Atlético-MG, e eu’ Quinta-feira, 02/06/2022 – 11:27 – Quem é aquele no gol do Vasco? Um jogador? Um super-herói?

A identificação que Thiago Rodrigues criou com o torcedor vascaíno em cinco meses de clube e as atuações seguras fazem dele um goleiro herói em São Januário. O Batman da Colina é real. Discreto em sua vida pessoal e ainda pouco reconhecido nas ruas do Rio sem a máscara, o jogador respira o Vasco 24 horas por dia e sete dias por semana. Só pensa em levar o time de volta à Série A. Protege a meta como se protegesse a própria vida. Assim como o personagem das histórias em quadrinho, abre mão do Thiago homem para ser o Thiago goleiro.

– Sou um cara tranquilo, muito reservado, nas minhas folgas gosto de ficar em casa, ler uns bons livros. Tenho me dedicado de forma integral ao meu trabalho, tivemos dois dias de folga no último fim de semana e eu procurei descansar – disse Thiago em entrevista ao Globo Esporte, e acrescentou:

– Lembro de ouvir uma vez que o futebol é uma bolha, na qual você entra e não consegue fazer mais nada praticamente, e é isso que eu faço. Eu creio que quando você se dedica a algo, se entrega de cabeça, as coisas acontecem.

Assista à reportagem com Thiago Rodrigues a partir de 13h, no Globo Esporte!

Os frutos que o goleiro colhe no Vasco em 2022 são resultado de anos de dedicação. Thiago está se acostumando a ser o favorito de uma torcida gigantesca e tem gostado do carinho que vem das arquibancadas, das ruas e das redes sociais. Afinal, trabalhou duro para realizar o sonho de defender um grande clube e se tornar um dos melhores goleiros do futebol brasileiro, como o mesmo reconhece sem modéstia.

– De forma muito humilde eu me considero (entre os melhores goleiros do Brasil), dentro do que eu vejo no futebol hoje em dia e pelo que eu trabalho. Eu tenho fundamentos que hoje no futebol são pedidos, e creio que consigo atendê-los de forma excelente. Quando eu falo isso não é arrogância, não é nenhuma prepotência e sim confiança no trabalho que eu desenvolvo diariamente, que me traz essa capacidade de poder cravar e me colocar entre os melhores goleiros do Brasil. Se eu estou defendendo uma grande equipe, uma das maiores do Brasil e do mundo, e eu estou tendo bons números, eu posso me colocar nesse seleto grupo.

Perguntado sobre quem estaria no top-3 dos melhores goleiros em atividade no Brasil, Thiago responde sem muitas voltas:

– Cito o Weverton, do Palmeiras e da Seleção, o Everson, do Atlético-MG, e eu.

O momento é mesmo para se orgulhar. Identificado com o Batman desde a infância, o goleiro surfa a onda da coincidência de se tornar um mascarado idolatrado aos 33 anos. A máscara, que terá que usar até o fim da carreira após uma lesão no rosto no ano passado, agora é usada como amuleto de uma nova fase na carreira, em que passou a ser referência para milhões de torcedores.

Um deles teve a oportunidade de conhecer o jogador na última terça-feira, no CT Moacyr Barbosa. Paramentado com a máscara do Batman, o pequeno Luis Arthur se emocionou ao ser surpreendido por Thiago durante entrevista ao Globo Esporte. O garoto é figurinha carimbada nas arquibancadas de São Januário e adotou o acessório nos últimos jogos da Série B. Na vitória sobre o Brusque, na rodada passada, chegou a interagir com o goleiro.

– Eu gosto muito do Nenê, mas hoje o Thiago é o meu jogador preferido – falava Luis Arthur quando recebeu o abraço do ídolo e foi às lágrimas.

– Esse carinho do nosso torcedor é muito especial, ainda mais quando vem de uma criança. O que vale é isso, são esses momentos, acabo me emocionando, quando vem da criança é natural e espontâneo. Nem nos meus melhores sonhos eu pensei em poder conquistar isso – afirmou Thiago, que presenteou o garoto com uma camisa autografada.

Há quatro jogos sem ser vazado na Série B, o goleiro tem pela frente, às 20h desta quinta-feira, o Grêmio, um dos adversários mais difíceis até o momento na competição. Com São Januário lotado novamente, Thiago aposta em mais um bom resultado para o Vasco.

– Está sendo um sonho pra mim, a torcida do Vasco é mágica, faz coisas sobrenaturais. Nos recebem de braços abertos em todos os lugares, isso toca, são coisas que fortalecem. Eu confesso que quando entro em São Januário e sinto o ambiente não tem preço. No vestiário conversamos sobre como transformar esse apoio em motivação para dar um retorno para eles – destacou o goleiro, que completou:

– Muito feliz com o momento defensivo, fruto do trabalho diário no CT. O jogo é só uma extensão do que se faz diariamente, por isso temos colhido frutos. Vamos com muita cautela, é um jogo dificílimo independente da situação do Grêmio. Vamos preparados e com muito respeito para esse jogo.

Veja mais sobre o bate-papo com Thiago:

Chegada ao Vasco

No final do ano passado, um profissional me ligou se identificando como sendo do Vasco, eu passei o convite para o meu empresário, fiquei muito honrado, e nos dias seguintes o negócio foi concluído. Estou muito feliz, me preparei para isso, no ano passado eu conversava com minha família e falávamos que tudo o que eu estava fazendo me levaria a um clube grande. Por isso eu vim e já tive toda essa empatia. Quando você tem noção daquilo que você é, representa e faz no futebol você veste a camisa, entende a pressão.

Nos últimos anos, o Vasco teve dificuldades de firmar um goleiro. A pressão foi maior em razão disso?

Tinha noção que além da cobrança em cima do time, na minha posição tinha essa pressão individual por tudo o que aconteceu no passado recente. Mas eu vim pronto, me preparei muito, eu não me distraio, vivo o futebol e isso me traz confiança e preparação para suportar as cobranças que existem num clube grande. Já tive essa empatia com o torcedor e isso serviu de termômetro.

A parte mental é muito importante, há anos eu venho me preparando para esses momentos de pressão e, quem está no futebol, tem que estar preparado para isso, a parte emocional anda junto com as partes física e técnica. Para se ter boa performance tem que estar tudo ajustado. Eu me preparo sempre para o melhor, ninguém pensa no pior. Você atrai o que você pensa. O futebol oscila, mas minha mente foca sempre no melhor e trabalho para isso.

Você criou uma identificação rápida com o torcedor, e sempre corresponde ao carinho com interações dentro e fora dos estádios. Como é isso?

No jogo eu tenho alguns rituais para chegar preparado e, quando temos o resultado alcançado, a gente extravasa. Tive demonstrações de carinho com o Zé, dediquei para ele a vitória, é um momento para liberar a alegria, um misto de sensações que fica marcado.

Você era fã de história em quadrinhos? Tinha um super-herói favorito?

Eu tinha um irmão, o Benjamin, que sempre gostou muito de super heróis, e o Batman sempre chamou minha atenção. E teve essa coincidência da minha lesão, com o uso da máscara, e unir esses desejos da infância e do profissional. Agora é desfrutar disso.

Você gosta de assistir e estudar futebol?

Consumo futebol demais. Quem faz medicina, estuda muito, faz estágio, se especializa. Futebol não é diferente. Eu gosto de assistir, de analisar, peço ao nosso departamento de análise dados que possam agregar no meu trabalho.

O que é ser Vasco?

Ser Vasco é coração, é jogar com a alma, entregar a vida para o nosso torcedor

Fonte: ge

Compartilhe

Curtir isso:

Curtir Carregando…

Fonte: vasconet.com.br/2022/06/02/thiago-rodrigues-se-coloca-entre-os-melhores-goleiros-do-brasil-cito-o-weverton-do-palmeiras-e-da-selecao-o-everson-do-atletico-mg-e-eu